consciencia
Dr. Guaracy Rosa

Dr. Guaracy Rosa

Consciência

Na atualidade, os físicos espiritualistas admitem mais uma partícula ao átomo, a CONSCIÊNCIA.

Segundo a TEORIA QUÂNTICA(*) e o MONISMO, o último estágio da conquista plena da evolução é o binômio AMOR e CONSCIÊNCIA.

Para adquirirmos consciência precisamos acumular conhecimentos ao longo da evolução, seja através de experiências em sucessivas reencarnações e aprendizado acadêmico, seja através da causalidade (lei de causa-efeito) ou lei do carma, pelo uso e abuso do livre-arbítrio.

Poderíamos afirmar que a motivação da nossa existência é para reconquistar essa consciência (ONISCIÊNCIA) perdida pela “queda dos anjos”.

As experiências adquiridas e os conhecimentos acumulados ficam armazenados em nosso períspirito. Por analogia, é como um código de barras que tem registrado todas as vidas pregressas e os acontecimentos presentes, lembrando que esse sistema perdura enquanto ainda existir nossa individualidade, que deverá ser integrada no TODO, no estágio final da evolução. Nesse momento já seremos possuidores da CONSCIÊNCIA CÓSMICA e do AMOR UNIVERSAL (o filho pródigo retorna à casa do Pai). Perderemos nossa individualidade? Não! A EXPANDIREMOS AO INFINITO!

Às vezes fica difícil à nossa razão interpretar CONSCIÊNCIA, porém, um carro só pode andar se houver um condutor, portanto o condutor é a consciência do carro; levando essa conclusão para o UNIVERSO, é a consciência que o conduz! Portanto, essa consciência é a VONTADE, a SABEDORIA, a ENERGIA INTELIGENTE, a somatória do conhecimento, da precisão e ainda, todos os fatores resultantes de LEIS UNIVERSAIS que criam e sustentam o COSMOS em perfeito equilíbrio.

Se a consciência tem natureza física ou não é secundário e a física quântica nos revela que a nossa consciência é que cria o mundo material pela nossa OBSERVAÇÃO e VONTADE, segundo a TEORIA DA DUPLA FENDA (formulação da mecânica quântica na qual se observa que um ser sapiens cria a matéria pela sua observação), pela projeção de elétrons.

Se a consciência é que cria o mundo material, concluímos que esse mundo é virtual porque se não houver um observador, a matéria não se forma, portanto não ocorre a criação. O mesmo ocorre com o UNIVERSO, confirmando o conceito de MAYA pelos VEDANTISTAS, que consideram que o mundo exterior é ilusório (ORDEM VEDANTA – ordem religiosa da Índia). Podemos concluir também que a consciência é nossa ALMA!

É difícil entender e, principalmente, aceitar nossa natureza virtual, mas é a nossa realidade. E, talvez, William Shakespeare, num momento de lucidez cósmica, tenha alcançado essa realidade quando se utiliza de sua famosa frase: TO BE OR NOT TO BE (ser ou não ser) para gerar uma REFLEXÃO sobre nossa existência. Lembrando que o átomo é um grande vazio, pois a distância do elétron ao núcleo do hidrogênio é de 37 quilômetros na equivalência peso e volume. Portanto, todo o UNIVERSO é feito de átomos. A organização estrutural de toda matéria é feita pela consciência de um observador, segundo a constatação científica da dupla fenda. É a consciência que une átomos para formar moléculas, para formar matéria. Se comprimíssemos toda a matéria do UNIVERSO, o mesmo se transformaria em um pó de algumas gramas, e comprimindo mais, retornaria à forma original de energia inteligente, raciocinando hipoteticamente.

No processo da nossa evolução, o conhecimento é essencial para despertar a nossa consciência, inicia no aprendizado escolar, na vivência cármica e, na sequência, através da meditação, quando nos dirigimos diretamente na fonte da consciência cósmica que está dentro de nós.

Na conquista da consciência lembramos que o amor caminha junto, pois o binômio amor e consciência não se separam e a conquista de uma acontece com a outra, é o estágio final da evolução do ser humano.

O amor que também vai evoluindo não pode ser confundido com o amor primário que acontece na união de um homem e uma mulher, quando tem características de paixão, com dependência possessiva, que às vezes é uma doença. O verdadeiro amor é aquele que observamos entre mãe e filho com total entrega e inegoismo, cujo prazer é doar, agradar, amar incondicionalmente sem nada exigir. Esse verdadeiro amor é observado no final da evolução e, quando acontece, é a BEATITUDE PLENA. O mesmo ocorre com os SERES ASCENCIONADOS que vivem para se doar aos irmãos ainda em crescimento e construir condições planetárias favorecendo sua evolução. Exemplos de colaboradores diretos do CRIADOR são facilmente identificados pela bela contribuição que tiveram na evolução do ser humano em diversas eras, como JESUS, BUDA, MOISÉS, RAMAKRISHNA, entre outros, também identificados como AVATARES.

(*) A Teoria Quântica afirma que somos uma partícula do todo e esse todo também está dentro de nós.

Dr. Guaracy Rosa

Dr. Guaracy Rosa

Formado em Odontologia. Professor de Farmacologia. 48 Anos Carreira Universitária. Integrou Corpo Docente da USP. Doutorado em Farmacologia.

Compartilhe esta postagem
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email